Jóias

Por Imran Khan

Escrito em 1 de Janeiro de 2020

Introdução do tradutor: este é o tão esperado artigo sequencial do clássico “A Bolha Misândrica”, escrito há exatamente 10 anos atrás. Caso não conheça o primeiro, sugiro que leia-o antes deste clicando aqui. Tenha uma boa leitura.

**************************************************

Há muito tempo que parei de escrever em blog e estou me aposentando apenas para este artigo porque me comprometi com ele há 10 anos atrás, quando escrevi um dos artigos mais famosos da Internet de todos os tempos (mencionado no New York Times algumas vezes) e com milhares de leitores estão esperando a continuação. Fiquei bastante comovido com o número de homens que disseram que o artigo mudou sua vida para melhor ou foram levados às lágrimas por ele (o que é extraordinário para um artigo escrito). Muitas mulheres também são fãs do artigo pois reconhecem que eu também estou tentando ajudar as mulheres comuns, uma vez que elas são igualmente vítimas daquelas que se opõem ao Realismo de Gênero.

Ao passo que nasci nos Estados Unidos, eu expatriei-me desse país para viver em um país do Oriente Médio que é popular entre os expatriados e onde o estado e a sociedade ainda desejam homens de família. Ao contrário da maioria do movimento “Red Pill” ocidental, a maior parte do meu conhecimento sobre as verdades do Realismo de Gênero veio da minha fé islâmica e tem sido de conhecimento comum para muitos muçulmanos há séculos (e também é prontamente presente na Bíblia cristã). Eu sou apenas alguém capaz de traduzir esses conceitos de escrituras em palavras que um público estadunidense, britânico e canadense possa compreender instantaneamente. Não sou o mesmo Imran Khan de 67 anos de idade, o atual primeiro-ministro do Paquistão.

A Bolha Misândrica

“Mulheres, crianças e animais de estimação são amados incondicionalmente. Um homem só é amado sob a condição de que ele produza algo.” – Chris Rock 

A – A Bolha Misândrica, conforme prevista no próprio artigo em 1 de Janeiro de 2010, tornou-se o manifesto do movimento anti-misandria. Foi lido por mais de 1 milhão de pessoas até o momento, e o(s) fórum(ns) Reddit(s) que cita(m) este artigo como tal tem mais de 300 mil membros. Devido a isso, a partir de agora estamos definitivamente no pico da misandria. Embora a maioria dos blogs vinculados no ensaio original tenha sido excluída ou até desplataformada, os leitores e colaboradores se difundiram e se aprofundaram na internet, tornando as verdades expostas mais conhecidas do que poderiam ter sido.

B – Como previsto exatamente há 10 anos:

I) Ainda não existe um movimento organizado dos Direitos dos Homens em termos de protestos, ações judiciais, petições, etc. Na verdade, existem indivíduos que fingem ser Ativistas dos Direitos dos Homens apenas para receber doações de homens maltratados e desesperados para revidar, mas que não têm intenção de fazer qualquer ativismo. Qualquer ativismo que realmente danifique o aparato misândrico é rapidamente anulado. Não dê a eles qualquer dinheiro ou outra forma de endosso.

II) Robôs Sexuais continuam bem longe da realidade assim como estavam em 2010, mas o Sexo de Realidade Virtual não está. Entretanto, ainda existem ignorantes tecnológicos que se fixam na expectativa de robôs que não chegarão em um futuro próximo pois há muitos obstáculos de modelagem de produtos. Isso inclui as campanhas de mulheres (muito pouco atraentes) para banir esses “iminentes” robôs sexuais e, portanto, alheias a ruptura tecnológica e social muito mais iminentes da substituição da Realidade Virtual. O surgimento de novas DSTs agressivas, com mulheres como portadoras é uma força adicional que promove o Sexo de Realidade Virtual.       

III) Os Quatro Cavaleiros da Emancipação Masculina avançaram, mas o quarto avançou mais ainda. Observe o quão imenso foi a atitude dos homens para evitar o casamento (tanto consciente quanto inconscientemente). E como aplicativos como Tinder tem servido em organizar todas as mulheres à um uso eficiente “sob demanda” dos 20% homens do topo, garantindo que essas mulheres sejam permanentemente impróprias para o casamento por terem tido 20, 50 ou 100 parceiros sexuais anteriores.

IV) Nos EUA, a desistência ao casamento de homens jovens está causando um pânico previsível entre mulheres e “conservadores sociais”, que simplesmente não conseguem tolerar os homens agindo de acordo com sua própria auto-preservação. As demandas por mais coerção do governo serão as próximas jogadas e espera-se que as idéias mais opressivas se originem de “conservadores sociais” do Partido Republicano ao invés das “feministas” radicais.

V) A reação popular contra a misandria corporativa é agora poderosa, rápida e internacional. A decisão mal concebida da Gillette de difamar seu cliente principal, só para que alguns agitadores médios pudessem superar as demonstrações de extravagância misândrica um do outro, causou uma perda de 8 bilhões de dólares estadunidense para a empresa. O fenômeno “Quem Lacra, Não Lucra” continua se manifestando (N. do T.: no original, “Get Woke, Go Broke“, possui o mesmo sentido).       

VI) Da mesma forma, extremas demonstrações “feministas” de narcisismo atingiram o pico no episódio “ShirtGate”, onde um grande evento no progresso científico humano foi sequestrado por algumas das “feministas” mais mesquinhas e anti-civilização de todos os tempos (com “homens feministas” bizarros dando apoio). O episódio continua sendo referenciado como o epítome da imundície e anti-iluminismo “feminista”, visto que poucos incidentes encapsulam tudo de ruim do “feminismo” de maneira tão completa. O exército de pessoas que se apressaram em defender o cientista abusado, no que deveria ter sido o maior dia de sua carreira, foi animador. De maneira reveladora, em termos de abuso “feminista” de uma pessoa fora da política, nada de tão absurdo aconteceu desde então. Se você deseja identificar um exato incidente e uma semana em que a Bolha Misândrica atingiu o pico, foi de 14 a 21 de novembro de 2014.

VII) GamerGate foi um tremor cultural semelhante. Composto por homens que estavam cuidando das suas próprias vidas e que decidiram lutar contra demandas “feministas”, como a de que eles deveriam parar com o divertimento e gastar mais tempo produzindo recursos para as ingratas “feministas” consumirem. Os jogadores de videogame descobriram que as “feministas” estão tão desacostumadas a serem desafiadas que, como resposta, só puderam gritar. E agora as “feministas” estão demasiadas receosas em provocá-los mais. Isso também é uma grande vitória e um modelo do que funciona contra a misandria.    

VIII) O fato de que “homens feministas” geralmente são sinistros predadores disfarçados os tornaram amplamente conhecidos e muitos desses indivíduos, felizmente, foram expostos e condenados. Glenn Reynolds, professor de Direito e escritor do blog Instapundit, mantém uma crônica dos numerosos casos em que a verdadeira natureza desse indivíduo é exposta e mulheres escreveram artigos alertando outras mulheres para evitar esses predadores sexuais. O movimento #MeToo extirpou muitos desses predadores, mas muitos ainda permanecem por aí.

IX) “Feministas”, como a jornalista Hanna Rosin, se gabaram de que “os homens estão obsoletos” e demonstraram uma compreensão excepcionalmente pobre do que é as forças reais do mercado ao tentarem defender sua causa. Esses ácaros intelectuais parecem não compreender que cerca de 90% da população mundial não vive em países protestantes ocidentais. Esses indivíduos ficaram quietos ultimamente.   

X) Os vídeos de Melinda Gates, ex-diretora da Microsoft, sobre a “diferença salarial” e “mulheres na tecnologia” têm praticamente a pior proporção de votos positivos e negativos na história do YouTube. Isso indica que o exército silencioso de homens informados é uma ordem de magnitude maior do que há uma década atrás.     

XI) Por outro lado, contas de paródias que retratam “feministas” com grande precisão têm mais de 400 mil seguidores.   

XII) Poderosos documentários, incluindo aqueles feitos por mulheres corajosas, foram produzidos e vistos por um grande número de homens e mais homens estão se adaptando para evitar riscos. Outros documentários expuseram o setor de divórcios que gera 50 bilhões de dólares estadunidense para explicar para que isso serve.

XIII) A distinção entre o Casamento 1.0 e o Casamento 2.0 se tornou tendência geral, para grande desgosto dos cornoservadores, que parecem achar que seguir o casamento bíblico envolve assinar um documento do governo, remover todos os direitos dos pais e, eventualmente, substituir o pai de maneira forçada numa transferência de riqueza no estilo URSS.

XIV) Mesmo a Wikipédia, uma notória organização que continua a negar o motivo de que quase todas as contribuições à ela são e sempre serão dadas por homens, permite mencionar o fato de que o cérebro humano está conectado em tratar as mulheres de maneira mais favorável do que os homens e está catalogado na Wikipédia.

XV) O movimento Tea Party falhou rápido e previsivelmente, uma vez que os cornoservadores blue pill estavam entusiasmados com o envolvimento das mulheres. Mas, uma vez dentro, as mulheres proibiram qualquer conversa sobre corte de gastos do governo que vai para as mulheres (que, claro, é a maioria dos gastos do governo). Esperar que as mulheres lutem por um governo pequeno é como esperar que funcionários do governo lutem por um governo pequeno.      

C – Outros Fatos Misândricos:

I) Na Segunda Guerra Mundial, dos 300 mil estadunidenses que morreram, 16 eram mulheres. Portanto cerca de 20 mil homens morreram para cada mulher que morreu. Na Guerra do Vietnã, dos 58 mil estadunidenses que morreram, 8 eram mulheres. Portanto cerca de 7.500 para 1. Isso foi em tempos anteriores ao “feminismo”, de quanto muitos soldados eram convocados obrigatoriamente embora a narrativa insiste dizer que as mulheres tiveram vidas muito piores do que a dos homens. O Imperativo Feminino (IF) transcende todos os séculos e todas as culturas, pois é biologicamente conectado.

II) No Ocidente Protestante, os homens são predominantemente pagadores de imposto líquido, enquanto as mulheres são predominantemente beneficiárias líquidas de gastos do governo. Esses países decidiram isentar uma grande parte da população feminina de contribuir com algo de valor para a sociedade. Aguarde o fluxo de emigração/ imigração internacional refletir essa estrutura de incentivos, enfatizando-a nas duas direções, à medida que se torna mais compreendida.     

III) Homens continuam sendo sentenciados por muito mais tempo e pelos mesmos crimes (até mesmo o Huffington Post admite).

IV) Esta tabela do professor de economia Mark J. Perry lista praticamente todos os fatos estatísticos sobre o quão pior os homens estão em relação às mulheres (clique para ampliar). “Feministas” não compreenderão a tabela, já que a inumeracia é um pré-requisito do “feminismo”.

V) O fato de que quase todas as pessoas transexuais serem de transformação homem para mulher, e não o contrário, é outro indicador sobre qual gênero é tratado de maneira bem melhor pela sociedade e em qual direção deve fluir as transferências de riqueza que o governo exige. Elas só estão respondendo a incentivos.

VI) As vítimas do Massacre de Isla Vista totalizaram 4 homens e 2 mulheres. No entanto, o massacre é descrito como “misógino”. O atirador era um “homem feminista” convicto de muitos anos e que na verdade odiava os Artistas da Sedução (Pick-up Artists), dado que eles estavam tendo sucesso onde o atirador não estava.       

VII) 26 dos 27 atiradores em massa mais mortais não tiveram pai. Novamente, lembre-se de que “feministas” e conservadores são ambos responsáveis ​​por essa situação, pois a maioria das leis que subsidiam a maternidade solteira é invenção de conservadores dos estados mais votantes no Partido Republicano.    

VIII) Há uma tendência crescente de “feministas” assassinando seus filhos homens pequenos, o qual outras “feministas” aprovam como uma forma de “aborto pós-parto”. O sistema de justiça é bastante leniente com essas mulheres e indica o momento cultural a favor dessa tendência. Que é o que se espera para o futuro horror das “feministas” decidindo, de forma unilateral, assassinar garotos pequenos de outras pessoas e enfrentar consequências mínimas do sistema judicial.     

IX) Alguns garotos são espancados até a morte por suas mães por se recusarem a se vestir como uma garota (assim decidido pela mãe).    

X) Algumas “feministas” defendem abertamente a morte de todos os homens, elas não enfrentam penalidades por dizerem isso sob seus nomes reais e não têm curiosidade sobre como surgiram as invenções que construíram a sociedade moderna. Embora esse depoimento obviamente nunca ganhe força (quem fará a matança?), é mais um indicador de uma mente livre de qualquer responsabilidade. Assim como a total falta instrução das “feministas”, não importando as referências que possuam. Note a hipótese implícita de que a civilização simplesmente “ocorre”, ao qual tem elementos em comum com a atividade de extorsão das “Mulheres na Tecnologia” explicada abaixo.      

XI) Um protocolo de mídia padrão é o de nunca mencionar o pai de um filho em qualquer notícia em que a criança é mostrada, a menos que o pai possa ser retratado negativamente. Isso é difícil de notar, mas fique de olho nessa ausência de menção.

XII) Em muitos casos, a linguagem de envergonhamento (shaming language) é tudo que elas têm. Consulte o catálogo da linguagem de envergonhamento anti-homem que possui respostas úteis para cada uma.   

D – “Feministas” Radicais:

I) “Feministas” radicais estão interligadas para protestar contra uma sociedade avançada em todos os níveis imagináveis. Se você duvida, leia os links arquivados aqui e aqui. Se, no meio do caminho, você estiver com nojo demais para continuar, isso já prova meu ponto de vista.

II) Na minha juventude, certa vez fiquei intrigado pelo motivo de todas as sociedades ocidentais e orientais terem uma prática de identificar determinadas mulheres como “bruxas” e exilá-las da sociedade. O “feminismo” radical contemporâneo explica por que esse mecanismo existia, como a forma de resposta imune da sociedade.   

III) O valor mais escasso no mundo inteiro é a beleza feminina (medida por quanto dinheiro e atenção os escassos exemplos disso atraem). Todavia, o “feminismo” induziu muitas mulheres jovens, anteriormente atraentes, a destruir deliberada e irrevogavelmente sua aparência. E, assim, a perspectiva de viver uma vida sem necessidade de nada caso elas tivessem seguido um roteiro básico de vida que suas avós teriam considerado ser normal.    

IV) “Feministas” são, com frequencia, extremamente racistas. Elas geralmente recebem um passe livre para isso devido aos vieses estruturais extremos que favorecem o feminismo em nossa sociedade. Contudo, o racismo delas sempre está debaixo dos próprios narizes e rapidamente surge quando qualquer pessoa de cor deixa de concordar de forma obediente com todo e qualquer aspecto do feminismo.     

V) Como Glenn Reynolds costuma dizer, você pode defender fortemente o Patriarcado só baseado no que as “feministas” dizem sobre a fragilidade das mulheres.   

E – Previsões:

I) Embora nenhum dos gêneros será tecnologicamente obsoleto enquanto seres humanos e é muito perverso esperar por algo assim, permanece o fato de que, na medida em que o progresso tecnológico reduzir o poder de um gênero em relação ao outro a partir do estado atual, as mulheres terão muito mais com que se preocupar do que os homens. Esse cenário será particularmente real para as mulheres ocidentais que trabalham em certos tipos de empregos que não parecem existir em grande número fora do Ocidente Protestante (isto é, trabalhos manuais) e que pensam que se tornar uma esposa e mãe é menos prestigioso do que uma carreira corporativa.

II) O golpe do amor nigeriano continuará atacando mulheres divorciadas que obtiveram um ganho financeiro enorme em uma manifestação brutal de como as forças do mercado encontram uma maneira de contornar a engenharia social do governo. Outro benefício do casamento é que é muito mais difícil enganar um casal do que um indivíduo. Histórias e mais histórias de como as mulheres foram enganadas com todo o dinheiro sob seu controle, onde geralmente a soma é de seis ou sete dígitos, continuam a surgir. Assim, devido o egoísmo da mulher (supondo que o dinheiro dela tenha sido obtido através do divórcio), nem o marido e nem ela estará em posse do dinheiro deles.     

III) Comediantes que costumavam tirar sarro da misandria, incluindo mais de um tipo de misandria, foram recentemente ameaçados de silêncio. Mas estão surgindo evidências de que os comediantes vão revidar com vingança, enviando milhares de “feministas” para uma terapia fútil (já que “feministas” não podem revidar via comédia devido ao talento nulo nessa área). Os antigos quadros anti-misandria do comediante Bill Burr são muito bons. O próximo, o ótimo Patrice O’Neal deve ser lembrado por sua coragem.

IV) Nunca haverá qualquer reality show com temática “feminista” que tenha audiência significativa. A própria premissa é um oximoro semelhante a “enxugar gelo”.

V) A Realidade Virtual só precisa corrigir o problema da dor de cabeça/ fadiga ocular, tornar o hardware mais leve e funcionar sem fio. Estes melhoramentos aparentemente simples são o suficiente para milhões de mulheres, das mais altas na escala da aparência, repentinamente receberem muito menos atenção masculina por razões que não conseguem discernir. Como dito anteriormente, isso pode ocorrer em 24 meses.     

VI) Mesmo que franquia após franquia de propriedade de entretenimento tenha sido arruinada por uma edição “feminista” que busca explicitamente derrubar as premissas centrais da franquia, elas não foram capazes de destruir uma das mais antigas e bem-sucedidas: James Bond. Ao longo de 58 anos e 25 filmes (incluindo um filme não produzido pela Eon), a diferença de idade entre o ator que interpreta Bond e a protagonista feminina é de cerca de 17 anos com um Bond de 47 anos e uma atriz de 30 anos em média. “Feministas” continuarão a mover montanhas em campanha para destruir isso ou até exigir que Bond seja interpretado por uma mulher, mas fracassará. Essa franquia é importante devido à sua enorme base internacional de fãs e, portanto, vende ingressos em países onde o “feminismo” não é a ideologia oficial.       

VII) Governos que usaram o “feminismo” para criar um bloco de votação do estado de bem-estar social começarão a reduzir de forma silenciosa e metódica os recursos desviados às mulheres. Eles podem fazer com que as mesmas mulheres continuem votando nos mesmos partidos mesmo depois de reduzirem o dinheiro desviado para elas. Já que eles as têm em um estado de doutrinação e dependência completas, uma vez que essas mulheres não estão produzindo novos pagadores de impostos/ eleitores. Para que pagar em excesso por um bloco de votos que não consegue mais sair mesmo que você reduza seus recursos?  

VIII) A terceirização de empregos continuará afetando mais as mulheres do que os homens, uma vez que os custos indiretos associados à contratação de mulheres no Ocidente estão sendo incorporados no preço das mulheres. Lembre-se de que o salário base é apenas uma fração da equação do custo da realização dos negócios. Atualmente, eu estou ganhando muito dinheiro facilitando a terceirização de serviços de mulheres dos EUA e Reino Unido para homens filipinos, malaios e paquistaneses falantes de inglês e mulheres no país do Golfo Pérsico de onde eu opero, onde embolso parte da diferença. Grande parte da diferença é a “remuneração de litígio” a mais associada à contratação de mulheres nos EUA, Reino Unido, Canadá, etc.      

IX) À medida que o cornoservadorismo dos EUA experimenta sua agonia final da morte ao longo da década de 2020, o “feminismo” continuará a enfraquecer também e com poucos entendendo por que a correlação é tão estreita.  

F – Mas a bolha estourou totalmente, ainda que já tenhamos passado do pico de misandria? Infelizmente, não totalmente. A razão para isso é que há 10 anos atrás era inconcebível que não tivéssemos outra recessão nos próximos 10 anos, pois a próxima recessão certamente destruirá muitos tipos de “feminismos”. A impressão de dinheiro do Federal Reserve (o banco central dos EUA) permitiu que os gastos do governo continuassem além de um ponto ainda maior do que os modelos antigos pudessem prever (ninguém imaginou que os EUA poderia chegar a 23 trilhões de dólares estadunidense em uma dívida nacional sem crise). Meu co-blogueiro acima é favorável a essa impressão de dinheiro e escreveu um livro inteiro sobre o motivo. Mas eu não gosto disso, pois permite muito mais gastos do governo, o que obviamente se aplica principalmente às mulheres. Principalmente às mulheres que usam o dinheiro para criar resultados “feministas” para elas mesmas, que não poderiam existir sem os gastos do governo. Portanto, uma recessão é o gatilho necessário para um estouro completo. Isso não significa que desejamos uma recessão, pois isso prejudicará pessoas inocentes. Mas não há dúvida de que em cada recessão, os destinatários líquidos menos merecedores sempre carregam a força da correção que uma recessão traz. A questão é: por quanto tempo a impressão de moeda poderá evitar?       

G – Aqui está um colírio (outro aqui) que você possa querer ver enquanto continua a leitura.

Psicologia e Pré-disposição Feminina

A – O cérebro feminino não conecta causa e efeito tão facilmente quanto o cérebro masculino. As mulheres não podem prever facilmente o efeito de uma decisão mais de um passo à frente. Por exemplo, a capacidade legal amparada pelo estado de uma mulher unilateralmente tirar os filhos do pai significa que a avó paterna também perde o acesso aos netos devido o poder que a ex-nora tem. No entanto, não há organização, ainda que pequena, de avós paternas que protestam contra a custódia padrão da nora. Os pontos de causa e efeito simplesmente não estão conectados na mente feminina. Portanto, elas não conseguem perceber como uma lei que “ajuda as mulheres” simultaneamente pode prejudicar um grupo diferente de parentes femininas. Se você duvida, tente explicar isso às mulheres e veja por você mesmo o quão difícil é para elas conectarem causa e efeito.         

B – As mulheres não são imorais. Elas estão simplesmente conectadas do lado de quem está ganhando, pois esse traço evolutivo ajudou as mulheres a sobreviver em tempos de conflito e, assim, evoluiu por um bom motivo. Lembre-se disso para ficar do lado certo dessa força imparável, ao invés do lado errado. Não discuta contra isso, apenas adapte-se a isso enquanto outros homens permanecem inscientes e arcam com os custos.     

C – Em todos os países pesquisados, as mulheres sabiam muito menos sobre educação cívica ou ciência política do que os homens. A diferença foi maior nos países que desperdiçaram mais recursos em direção ao “feminismo”.    

D – Se você ouvir que algo melhoraria se as mulheres a executassem, existe um exemplo notável de onde esse experimento foi conduzido. O sistema público escolar dos EUA passou da liderança masculina para a liderança feminina nos últimos 30 a 40 anos. Durante esse tempo, a qualidade caiu à medida que os custos aumentaram. Neste período também verificou-se o aumento da exploração sexual desenfreada de estudantes menores por professores mulheres. Da mesma forma, o aumento de mulheres nas primeiras posições no ensino superior coincidiu com o declínio acentuado da equação custo/ benefício dos diplomas universitários.        

E – Praticamente todas as obras de ficção comercializadas para um público feminino consistem de um macho alfa com um harém de mulheres (do qual o leitor fantasia eroticamente fazer parte) e do macho alfa abusando de homens de baixa posição e mulheres em seu harém. Não há melhoria na condição humana ou quaisquer novos conceitos surpreendentes. Esse é o tipo de sociedade que as mulheres preferem por razões de procedência biológica. Um sistema de mercado livre em que um homem bem-sucedido possa chegar ao topo não é o que as mulheres preferem, uma vez que é difícil prever qual homem, na qualidade de “bilhete de loteria”, superará os outros. Um sistema oligárquico/ aristocrático é o que as mulheres preferem, dado que os homens do topo de hoje ainda estarão no topo 10 anos depois, tornando muito mais fácil para as mulheres selecionar por quem engravidar. É claro que sociedades do tipo que mulheres preferem não são locais onde novidades são inventadas, por isso o progresso humano é interrompido (veja o “Tecido da Humanidade” à frente).       

F – 84% das mulheres não conseguem passar no teste de condicionamento básico do Exército dos EUA (enquanto apenas 36% dos homens não conseguem passar no teste, apesar do crescente mal-estar chamado “soyboy”) . Obviamente, a conclusão tirada pelo jornalista “feminista homem” é que o teste precisa ser mudado. É certo que se as mortes de combatentes femininas começarem a chegar próximo de 50%, os mesmos “jornalistas” reclamariam sobre o quão misógino é para as mulheres estarem nas forças armadas.     

G – Quando a Suécia tentou a “exibição feminista de escavação de neve nas ruas”, os resultados foram previsivelmente caóticos e exigiram um gasto massivo para corrigir. No entanto, outros países continuam a repetir o mesmo experimento com falhas previsivelmente enormes como um ato de sacrifício ao “feminismo”. Na mesma linha, uma livraria “feminista” saiu do mercado e os proprietários culparam os homens por não doarem o suficiente para manter viva a empresa mal concebida.

H – A Amazon criou uma ferramenta de contratação feita em Inteligência Artificial para oferecer, sem preconceito, candidatos. A Amazon supôs que isso levaria a mais candidatos mulher, uma vez que elas abraçaram totalmente a invenção de que mulheres são oprimidas no mercado de trabalho. Pelo contrário, destacou-se menos candidatos mulher do que antes porque, na verdade, são os homens que estão enfrentando preconceitos adversos. O que levou a Amazon a interromper o uso da ferramenta ao invés de questionar a narrativa “feminista” delas. Pequenas empresas e empresas não-ocidentais devem usar a ferramenta, pois ela claramente funciona. Mais importante, como a Inteligência Artificial é usada em cada vez mais processos de tomada de decisão, a equalização de como as pessoas são tratadas removerá muitos privilégios derivados do Imperativo Feminino.      

I – Muita coisa já foi escrita sobre esportes femininos, perdida em meio à cobertura de como até os esforços que não têm nada a ver com a capacidade física e não têm barreira à entrada. Entretanto, quase não há mulheres entre os grandes empreendedores. Menos de 2% dos Grandes Mestres do Xadrez são mulheresQuase nenhum dos principais campeões de Palavras Cruzadas de tabuleiro são mulheres. Por fim, por que 80% das medalhas olímpicas conquistadas em eventos de hipismo são conquistados por homens? As mulheres deveriam ser iguais em, pelo menos, hipismo e corridas de cavalo, não deveriam? Principalmente considerando que o menor peso corporal em um jóquei é uma vantagem, certo? Ou os cavalos também são sexistas em relação às fêmeas humanas? Para ser justo, isso se deve apenas em parte à incapacidade inata. O segundo fator é que, uma vez que o status social de uma mulher não é impulsionado por tais realizações da maneira como o homem é, menos mulheres optam por seguir essas áreas. O que é uma escolha inteiramente racional, pois é quando alguém se recusa a ser um peão pela luta “feminista” contra a natureza objetiva. #GenderRealism.           

J – As mulheres são muito menos capazes de fazer comédia do que os homens. Tome qualquer ambiente de improvisação (como do programa de televisão “Whose Line is Anyway”), e a diferença de talento é evidente. Quando uma “feminista” que se casou com um dos homens mais ricos do mundo contrata comediantes do sexo feminino para propagar um mito sobre a opressão feminina, a total falta tanto de humor quanto de fatos (ou boa aparência) é chocante.     

K – Uma análise de dados de milhões de avaliações de estudantes sobre professores universitários revela que professores do sexo masculino são mais brilhantes e engraçados do que do sexo feminino, enquanto os do sexo feminino são amplamente descritos como rudes. Isso é revelador, já que mais da metade dos estudantes que se submetem a essas avaliações são do sexo feminino. Logo, não se trata de uma pesquisa “misógina”.

L – No entanto, as mulheres são muito melhores em dança shuffle do que os homens. Porventura esta dança deveria ser um evento olímpico.    

M – A hipergamia feminina é real e a tecnologia expôs isso. Dados do Tinder indicam uma enorme inclinação na qual 50% das mulheres do topo se concentram nos 10% dos homens do topo (a atratividade masculina é uma função de muitas variáveis, e não apenas da aparência). Ao contrário a muitos homens na Androsfera, não creio que isso seja motivo para os homens red pill ficarem com raiva, pois não é tão difícil ser um homem que está entre os 10% do topo, dada a total ignorância intencional da maioria dos homens.

N – Quanto mais a sociedade muda suas leis para dar às mulheres o que as “feministas” dizem que as mulheres querem, mais infelizes as mulheres se tornam. Relativamente poucas mulheres de fato entendem como as mulheres pensam e “feministas” nunca estão entre essas poucas. Veja também: tópico A deste capítulo.

O – As oportunidades de negócio mais à prova de falhas do nosso tempo são aquelas que comercializam para as mulheres com:
a) a garantia de que nenhuma de suas escolhas de vida foi mal pensada e nenhum resultado negativo foi sua culpa e/ ou;
b) a fantasia de viver vicariamente através de algum ideal inventado que seja apreciado por menos de 0,01% das mulheres. Use esse fato para sua vantagem, mesmo se você for uma mulher. A maioria das mulheres bem-sucedidas mais ricas construiu impérios comerciais em torno da venda dessas mensagens para mulheres comuns. Muitos homens “red pill” queixam-se da misandria, quando poderiam estar usando esse conhecimento valioso para fins comerciais lucrativos.      

P – Sempre que as mulheres ingressam em grande número em uma profissão, o status da profissão cai a olhos vistos de homens e mulheres (principalmente das mulheres).  

Q – As mulheres são muito menos capazes do que os homens de separar a televisão da realidade porque sua visão da realidade é governada por emoções que a televisão pode controlar facilmente. Isso torna as mulheres mais propensas a escolhas medíocres de vida com base em um retrato fictício dessa escolha de vida.   

R – Se “o futuro é das mulheres”, então as mulheres deveriam estar criando a maioria das inovações tecnológicas e pesquisas científicas pioneiras. Na realidade, as mulheres contribuem somente com uma fração muito pequena de todo o trabalho para o avanço científico e tecnológico útil e, sem dúvida, obstruem mais do que avançam. O futuro certamente não é das mulheres.       

S – A pressão por “mulheres na tecnologia” é surreal, cômica e extraordinariamente cara (veja: a empresa Theranos). É instrutivo saber sobre como mesmo uma quantidade infinita de dinheiro mal direcionada para esse objetivo não pode tornar as mulheres nada perto de 50% da indústria de tecnologia. Na verdade, existem “estudos” exigindo que as mulheres recebam notas mais fáceis nas aulas de disciplinas STEM (do inglês Ciência, Tecnologia, Engenharia e Matemática) em relação aos homens. Aquelas que mais se queixam não têm interesse real na profissão ou no assunto. Elas apenas vêem o dinheiro sendo ganho e exigem que seja dado a elas simplesmente por serem mulheres. As “feministas” ficam extremamente raivosas quando alguém lhes diz que elas devem “aprender a programar“.

T – A razão pela qual a indústria da tecnologia irrita tanto essas “feministas” é porque seu cérebro posterior não consegue processar por que o dinheiro está aparecendo nas mãos de homens que consideram insuficientemente atraentes. Isso provoca um curto-circuito na compreensão biologicamente conectada da ordem natural a partir da realidade dos tempos pré-históricos. De modo que elas vêem seu impulso de capturar o dinheiro para si mesmas, restaurando a ordem natural. Como a tecnologia não progrediria mais caso as “feministas” ganhassem muito poder, na terminologia tecnológica, pode-se dizer com razão que a interface cérebro-vagina estaria obsoleta.

U – Se uma mulher tiver um interesse sincero e talento por tecnologia e desejar seguir uma carreira em uma posição tecnológica sem nenhum tratamento especial (cerca de 10% das mulheres, quase todas tiveram um pai que era cientista ou engenheiro), ela não terá um maior incentivador do que eu. No entanto, o impulso das “feministas” em forçar mulheres para profissões tecnológicas (para as quais as próprias “feministas” não têm tal pré-disposição) é particularmente cruel, pois estão forçando jovens mulheres a entrar em uma área em que elas não estão interessadas. O que é um desserviço terrível do que se entende por ser um profissional. Algo até demais para quem é “pró-aborto”.      

V – O vídeo “Não é sobre apontar” é uma descrição excepcionalmente precisa da psicologia feminina. Homens, se vocês quiserem enfurecer uma mulher que tem um problema mas que se recusa a resolvê-lo, nada a deixará mais irritada do que se você prestativamente disser: “O que você precisa fazer para resolver o seu problema é….” . O cérebro do homem “blue-pill” não consegue entender por que uma solução direta e rápida para o problema em questão é a última coisa que uma mulher deseja ouvir, mas homens que fizeram sexo com muitas mulheres estão de total acordo. Se você quer fazer a mulher ficar atraída por você e muito excitada, intercale uma mistura de provocação, indiferença desinteressada pelo problema dela, e raros e imprevisíveis exemplos de empatia de sua resposta à situação dela. Veja o capítulo “Jogo” logo abaixo.       

W – A palavra “mansplaining” (do inglês, junção de “homem” e “explicar”) é em si uma confissão das “feministas” de que elas não conseguem admitir fatos e lógica e de que as premissas “feministas” nunca conseguem resistir. Um ponto em comum é que ainda existem muitas “feministas” que não conseguem soletrar a palavra mais importante em seu vocabulário, como sendo o típico “misógino” (N. do T.: aqui o autor relaciona “mysogynist” com “mysonist”, ambos incorretos). Muitas dessas “feministas” consumiram mais de 500 mil em recursos educacionais pagos pelo pagador de imposto e/ ou do próprio pai, embora ainda sejam analfabetas funcionais. Você consegue imaginar quantas garotas das zonas rurais de um país pobre poderiam ser alfabetizadas com educação (real) básica pela quantia de 500 mil dólares estadunidense? Veja o capítulo “Pós-primeiro Mundo” logo abaixo.      

X – Basta ver este vídeo da CNBC de mulheres que pensam estar argumentando de maneira persuasiva sobre a existência da imaginária “diferença salarial” mas que, na verdade, estão exigindo que sejam pagas pelo tempo que não estão trabalhando. Em primeiro lugar, elas realmente não têm idéia do porquê um empregador criaria um emprego.     

Y – O “sexo justo (do inglês, fair sex)” é, na verdade, o sexo injusto. A maioria das mulheres de fato não deseja que os 80% dos homens do baixo escalão tenham os mesmos direitos básicos que os 20% do topo. Praticamente, nenhum homem acredita que os direitos humanos, legais e de propriedade de uma mulher devam depender de sua atratividade de beleza, mas as mulheres crêem que os homens pensam assim. Os pilares centrais do sistema de justiça de qualquer sociedade avançada estão em conflito direto com o modo de pensar das mulheres de como o certo e o errado devam ser decididos.

O Tecido da Humanidade

A – Na Bolha Misândrica, havia uma seção de como o tecido da humanidade irá rasgar sob as pressões que a crescente obsolescência do cérebro humano, em relação ao Imperativo Feminino (IF), coloca em nossos sistemas de governança. A Bolha Misândrica era semelhante a outras bolhas econômicas.     

B – As mulheres, como recurso reprodutivo mais escasso, eram de maneira natural e justificada vistas como mais valiosas para a sobrevivência humana. Se metade dos homens de uma tribo morresse, o número de bebês nascidos ainda seria o mesmo. Mas se as mulheres começassem a morrer, o número de bebês nascidos diminuiria correspondentemente. Além disso, como a mortalidade infantil era 50% ou mais, essa alocação de recursos era justificada.     

C – Nos primeiros 99,9% do tempo da existência humana, a prosperidade material era baixa e a disponibilidade humana era alta, canalizando todos os recursos para as mulheres correlacionados diretamente com a sobrevivência das crianças. Assim, a prestação de contas adicional não era necessária. Somente recentemente essa correlação foi dissociada e é por isso que a conexão do cérebro humano, onde homens e mulheres colocam o bem-estar das mulheres à frente dos homens e até das crianças, ainda persiste.     

D – As mulheres hoje usam apenas 10 a 20% de sua capacidade reprodutiva, com muitas usando zero. No entanto, o desvio inquestionável de recursos para as mulheres (incluindo aquelas muito velhas para ter filhos) permanece o mesmo. Isso não é para sugerir que as mulheres retornem aos velhos tempos de altas taxas de natalidade, mas que o instinto de desviar a maioria dos recursos da sociedade para as mulheres não serve mais ao seu propósito original. Como a produção de bebês declinou legitimamente para níveis de reposição ou menos, o dinheiro enviado às mulheres também deveria diminuir proporcionalmente.     

E – Portanto, agora, em vez de ajudar as crianças, esse dinheiro chega às mulheres que gastam com elas mesmas. Assim, vemos infinitos produtos de consumo voltados para as mulheres e um estado de sombra projetado para transferir todos os custos e consequências para longe delas. Recursos que deveriam ser direcionados às crianças, ao contrário, são encontrados em artigos de luxo que os homens não desejam (cerca de 90% dos itens em qualquer loja de departamento).    

F – Além dos produtos de consumo, isso aparece na Dívida Nacional. Como a maioria dos gastos do governo é uma transferência direta de homens para mulheres, a Dívida Nacional é parte dessa má alocação de recursos. Nos dez anos desde que escrevi A Bolha de Misândrica, a dívida nacional dos EUA subiu de 12 trilhões para 23 trilhões, quase tudo representando uma transferência para as mulheres. Agora que o Federal Reserve, o banco central americano, continuou imprimindo dinheiro, a correção dessa má alocação ficou atrasada.     

G – Além de haver o Sexo de Realidade Virtual como uma tecnologia corretiva, as “feministas” já estão reclamando sobre como a Inteligência Artificial chega a conclusões “sexistas”, uma vez que os dados que estuda são normativos quanto ao gênero e não há dinheiro suficiente no mundo para injetar artificialidade massiva do “feminismo”’ em todas as fotografias. Como uma Inteligência Artificial não tem motivos para atender demandas impraticáveis, a mão invisível do Imperativo Feminino corroerá quando a Inteligência Artificial se difundir em milhões de pequenas decisões em toda a economia.

H – Esta é uma forte demonstração sobre como um aspecto importante da mente humana está obsoleto. Quando esse erro de alocação de recursos corrigir-se (como ocorre com todos os erros de alocação de recursos quando passa um tempo suficiente), ele estará entre os eventos mais turbulentos que a humanidade enfrentará. O tecido de nossa humanidade anterior será rasgado em pedaços. O que surgir depois disso pode ser muito diferente. Todavia, a alocação incorreta de recursos, o afastamento de pessoas que levam a sociedade pra frente e as pessoas direcionadas a não contribuir para o avanço da sociedade não serão mais o status quo.     

I – Por esse motivo, só do fato de estar ciente do Imperativo Feminino, ao contrário dos outros que não conseguem notar mais do que o ar que respiram, coloca você no escalão daqueles que evoluíram mais longe da obsoleta psicologia evolutiva humana. Portanto, a anti-misandria é o nível mais avançado de consciência sócio-política até hoje.

Conselho para as Jovens Mulheres

Esta seção conterá muito ódio, embora nenhum desses conselhos seja incomum para os padrões da avó de qualquer pessoa ou de qualquer mulher contemporânea fora do Ocidente da Anglosfera. Mas espero que eu possa salvar milhares de jovens mulheres de arruinar suas vidas ouvindo tanto as “feministas” quanto os cornoservadores.

A – Este é o gráfico mais importante para ajudar a orientar suas principais decisões de vida. O Valor de Mercado Sexual (VMS) de uma mulher atinge seu pico muito mais cedo do que de um homem. É quase sempre muito mais fácil para uma mulher se casar antes dos 25 anos do que depois dos 30. Além disso, a fertilidade começa a cair aos 27 anos e quase desaparece aos 35 anos. Como evidência, nenhum banco de óvulos aceita doadoras acima de 27 anos. Portanto, não se deixe enganar pela propaganda da mídia que indica que engravidar após os 35 anos é fácil. Pelo menos congele seus óvulos antes de completar 28 anos, para ter a opção mais tarde.

B – Homens preferem mulheres delgadas, agradáveis ​​e virgens livres de obrigações, tatuagens, cabelos curtos, jóias perfurantes fora dos lóbulos das orelhas ou doutrinação “feminista”. Qualquer pessoa que discorde disso precisa primeiro começar a convencer as pessoas de países não-ocidentais a mudar de idéia sobre suas preferências. A boa notícia para as mulheres imigrantes é que elas não precisam de muita coisa para competir com mulheres estadunidenses, britânicas e canadenses que optaram por se afastar dessa descrição.

C – Dito de outra forma, uma jovem atraente que deliberadamente piora sua aparência, ou até se deixa engordar, é análoga a um homem jovem que herda 10 milhões e a desperdiça. O ganho de peso feminino é descrito como um “gordalipse” ou “gordatástrofe” por um bom motivo.   

D – Se você for jovem e prestar atenção nos itens A e B logo acima, verá que não terá qualquer dificuldade para uma jovem mulher mediana se casar com um homem bom e ter uma carreira. Tudo o que terá que fazer é resistir à pressão social de tomar decisões ruins (isto é, “feministas”). De maneira mais simples, se você tiver uma avó que nunca se divorciou de seu avô, quase todos os conselhos de vida que ela dá a você serão melhores do que os que você obtém de fontes “modernas”.

E – Candace Bushnell, a jornalista que inspirou a série Sex and the City e que teve um milhão de vitórias na carreira, ainda admite que se arrepende de ter optado a carreira ao invés de ter filhos. Pense nisso e considere que ela poderia facilmente ter os dois com uma melhor gestão de sua vida.    

F – Envolver-se com “feminismo” te tornará, entre outras coisas, muito mais suscetível aos predadores, tanto homens quanto mulheres. Mais um motivo para ficar claro. Desconfie de organizações que dizem que não são “feministas”, mas que ainda sustentam as mesmas crenças.

G – Uma mulher pode fazer sexo somente de um a cinco homens antes de prejudicar irreversivelmente suas chances de se relacionar com qualquer homem. Isso pode ser injusto, mas culpe a mãe natureza. Mais importante, todas as culturas tradicionais do mundo estavam plenamente conscientes disso e estruturavam a sociedade para evitar que isso fosse uma ocorrência frequente. É também por isso que o casamento acontecia tradicionalmente antes de uma mulher completar 25 anos (e muitas vezes alguns anos antes disso).       

H – Uma mãe solteira (não uma viúva) sempre sofrerá danos catastróficos em suas expectativas românticas futuras. Quase todos os homens que têm opções preferem se casar com uma mulher que ainda não tenha filhos. Mais ainda, os Artistas da Sedução (PUA) sabem que mães solteiras são ideais para a prática tática e sexo ocasional, e depois poderem se concentrar nas mulheres com quem eles realmente desejam se relacionar. Se você acha que o fluxo de pagamento da “pensão alimentícia para filhos” é dinheiro grátis, lembre-se de que isso termina após o(a) filho(a) atingir a maioridade e, eventualmente, o(a) filho(a) exigirá ver se foi de fato gasto com ele(a). Não engravide fora do casamento (e não se divorcie do seu marido se tiver um filho com ele) só porque você viu uma celebridade rica fazer isso.

I – Qualquer mulher que queira ser levada a sério como profissional deve prescindir de qualquer crença ou menção da imaginária “diferença salarial”. Esse mito foi desmascarado tantas vezes (inclusive por muitas mulheres) e falha nos padrões básicos da lógica e da alfabetização financeira de maneira tão completa, que muitas vezes se torna um filtro eficaz que ajuda a separar mulheres inteligentes de “feministas”. A maioria dos empregadores, incluindo mulheres, não contratará uma mulher que ele suspeitar acreditar verdadeiramente na existência de uma “diferença salarial” e que o governo deva corrigir. Esse é absolutamente o último tipo de pessoa que alguém deseja ser envolvido em seus negócios.     

J – As carreiras em que as mulheres têm maior lacuna sobre pré-disposição em relação aos homens são as carreiras pesadas em matemática (Física Quântica, Astrofísica, Engenharia, Economia, etc.). Carreiras orientadas à ciência nas quais as mulheres podem ter um desempenho muito menor do esperado são Biologia, Pediatria, Optometria, Química Orgânica, etc. Para ingressar em uma carreira na qual o talento feminino é o menos competitivo em relação ao dos homens (mesmo que níveis extremos de bolsas de estudos e outras ações afirmativas estejam disponíveis) é o equivalente mental de competir contra homens em um esporte de força (como boxe ou futebol americano). Não arrisque sua preciosa felicidade e auto-estima apenas para ser um peão que existe para a edificação de “feministas” para as áreas ao qual elas mesmas não escolheram seguir. Veja o cartum acima “Women in STEM”.       

K – Nos dias de hoje, uma mulher atraente pode efetivamente ganhar dinheiro iniciando um canal no YouTube fazendo aquilo que a torna atraente. Isso é feito de forma mais fácil se os vídeos forem de natureza instrutiva (o que, é claro, torna as mulheres mais atraentes aprendendo com os vídeos). O número de mulheres que ganham dinheiro com canais de ginástica, ioga, cosméticos, moda e dança no YouTube parece ser muito alto. As criadoras de conteúdo ganham dinheiro elevando o próprio jogo enquanto as espectadoras aprendem com elas. Como esse mercado ainda não está saturado, mais mulheres deveriam ser incentivadas a entrar nesse mercado e produzir seus próprios canais. Se uma mulher tiver inflado demais uma opinião sobre sua aparência, as assinantes não assistiriam e ela desistiria, garantindo uma meritocracia rápida e fluida em escala global. Essa prática e fluxo de fundos deixam as “feministas” apavoradas. Aguardem-nas progredir no fechamento desses fluxos de renda feito para mulheres empreendedoras bem-sucedidas e atraentes, na incansável busca feminista de enfear o mundo, e espere uma reação. O YouTube/ Instagram poderia ser o campo de batalha em que mulheres atraentes se unem contra as “feministas”.

Homens Beta (e inferiores)

A – Apesar da grande quantidade de informações valiosas disponíveis on-line e do fato de que A Bolha Misândrica é amplamente visto como o manifesto de um movimento que agora envolve milhares de homens, ainda existem centenas de milhões de homens que são dolorosamente ignorantes sobre esses fatos básicos. Antes da era da Internet, ser ignorante era desculpável, mas agora a solução para a maioria dos problemas que um homem enfrenta está disponível em segundos. Assim, se um homem a partir de 2020 se meter em problemas ao entrar em uma situação que ele poderia ter evitado com o conhecimento disponível on-line (como se casar em um país Ocidental da Anglosfera), nossa simpatia por ele deve ser limitada. Hoje, os homens que estão enfrentando problemas devido a situações em que entraram há 20 anos são uma questão diferente, mas o gradiente de simpatia e o nível de auto-aprendizado esperado do homem se ajustam proporcionalmente.       

B – Por esse motivo, qualquer mulher solteira razoavelmente atraente pode criar contas de mídia social e continuar postando fotos dela mesma, embora ocultando seu namorado (mas informando-o disso caso tenham um namoro estável). Então, sempre que surgir uma despesa maior (como uma multa de trânsito), ela poderá apelar para seus fãs beta do sexo masculino para cobrir sua despesa. Se uma mulher tiver fãs suficiente, ela receberá pelo menos um voluntário. A mulher deve agradecer publicamente ao voluntário em suas mídias sociais, incentivando assim futuros doadores. Na mente do homem beta, sua doação financeira na verdade o aproximaria do romance com ela (mesmo que ele esteja a milhares de quilômetros de distância), enquanto, na realidade, a mulher não sentisse qualquer desejo por ele. Não é anti-ético, pois nenhum contrato foi firmado; é uma doação. Mais importante, é preciso haver mais impostos não oficiais sobre a betatude. A blogueira Anita Sarkeesian (que nem sequer é atraente) recebeu 158 mil de beta ludibriados apenas para produzir 12 vídeos que a maioria das pessoas poderia produzir de graça. Não posso culpá-la por colher os homens beta que estavam implorando por isso.            

C – Os bilionários da indústria de tecnologia estão entre os homens mais “beta”. O padrão de um famoso titã de onze ou mesmo doze dígitos da tecnologia, que não é velho e nem feio e acaba com uma mulher de aparência muito mediana, agora é um clichê famoso e um meme popular da Internet. Algumas dessas mulheres nem mesmo adotam o sobrenome do maridooutras se gabam de como fazem com que o o marido centi-bilionário aceite as exigências mesquinhas e impraticáveis, mesmo quando já possuem funcionários na folha de pagamento para realizar essas tarefas mundanas. Pior ainda, o atual homem mais rico do mundo tem um caso extra-conjugal com uma mulher que tem quase 50 anos de idade, com ele fazendo as propostas mais carentes, dignas de pena e desajeitadas para ela devido ela mesma o rejeitar. Esses nerds superespecializados desvalorizaram, por si só, o próprio status de ser multi-multi-bilionário por se comportar de maneira muito pior do que um atendente de bar, músico ou fotógrafo financeiramente quebrado da mesma idade. Existem certas idiotices que o dinheiro simplesmente não pode curar. Não é de se admirar que a gritaria da “mulheres na tecnologia” tenha extorquido tanto. Da mesma forma, não acho que a maioria das mulheres seja completamente caça-níquel, já que, claramente, existem alguns homens que as mulheres atraentes não querem, não importa quanto dinheiro tenham.            

D – Os homens “conservadores” dos EUA são ainda piores, pois fizeram o possível para agrupar toda a sua adoração à mulher digna de pena, muitas vezes acompanhada de nova legislação anti-homem numa pretensão de ser “heroica” e “cavalheiresca” a fim de receber gratidão das mulheres. É claro que eles fracassaram simbolicamente na busca desse objetivo patético, enquanto abandonavam toda pretensão de que realmente representassem responsabilidade e prestação de contas pessoais. Veja mais sobre esses “cornoservadores” abaixo e como transferir custos para eles.  

E – Visto que estou muito por fora do cenário de relacionamento estadunidense neste momento, disseram-me que há um novo termo, “sneating”, para descrever mulheres que deturpam o interesse em um homem apenas para receber jantares e presentes de restaurantes gratuitos. Enquanto algumas mulheres se gabam descaradamente disso, este é outro exemplo pelo qual não devemos mais ter simpatia pelos homens beta. Os conselhos para o “Jogo”, disponíveis gratuitamente na internet nos últimos 20 anos sempre sustentou que um homem nunca, sob nenhuma hipótese, deve ser sugado para um jantar ou para outras despesas para mulheres que ele ainda não fez sexo. Poucos elementos das diferentes escolas do Jogo são tão unanimemente consistentes quanto essa regra. Se os homens beta continuam sendo tão desleixados a ponto de não acessar essas informações amplamente disponíveis, eles merecem ser pagadores de imposto não-oficial sobre a betatude.

O Jogo

A – O conselho sobre o Jogo tornou-se altamente comoditizado na internet , ou seja, não há necessidade de gastar dinheiro significativo para aprender algumas habilidades valiosas. Isso deveria ter causado um aumento generalizado da competência masculina, mas, como discutido aqui e na Bolha Misândrica, cerca de 80% dos homens não conseguem entender que o sucesso com as mulheres é uma habilidade que pode ser aprendida. Quando aponto que as mulheres são atraídas apenas pelos 20% de homens do topo, o Jogo se torna a ferramenta na qual você pode se inserir rapidamente nos 20% melhores (os resultados individuais podem variar). Não se preocupe com muitos homens aprendendo o Jogo, pois essa situação nem está no horizonte.

B – É de suma importância sempre deixá-las mais felizes do que você as encontrou. Qualquer outra aplicação é anti-ética.

C – O que 80% dos homens não conseguem compreender, com as mulheres 99% delas não conseguem. Se as mulheres compreendessem o que realmente as atraem e pudessem ver com o desapego necessário, elas incentivariam os homens a aprender, pelo menos, os elementos do Jogo orientados para o relacionamento sério. Lembre-se de que, apesar dos privilégios avassaladores devido ao “feminismo” difundido, as mulheres estão mais infelizes do que nunca, mas não conseguem entender o porquê.    

D – Embora poucos homens possam ou queiram ser verdadeiros Artistas da Sedução por um período significativo de tempo, obviamente há um imenso valor em dominar algumas habilidades básicas do Jogo. Tornar o Jogo uma segunda natureza é inseparável de ter habilidades excepcionais de comunicação, persuasão e relação. Como vimos acima, isso fornecerá a você poderes que o dinheiro simplesmente não pode comprar. Isso se aplica mesmo a relacionamentos platônicos com mulheres, já que os princípios de Jogo aplicados platonicamente podem garantir que as mulheres no trabalho decidam que você é um dos homens que deve ganhar a vida e reduzirão seu tempo sem fazer nada no momento da análise de desempenho.     

E – Há muitos “negadores do Jogo” por aí que são frequentemente se assumem como virjões, mas ainda insistem que apenas os poucos homens do topo que têm uma combinação excepcional de aparência e dinheiro estão fazendo sexo com todas as mulheres. A verdadeira razão para sua negação é porque eles se convenceram, para fins de prevenção de dor, de que seu fracasso se deve a não ganhar na loteria genética. Assim, resulta em provar que alguns aspectos do sucesso que estão sob o controle de um homem é algo que eles não podem aceitar depois de todo esse auto-engano, pois isso significaria que eles desperdiçaram as últimas décadas de suas vidas. Não perca nem um minuto de tempo debatendo-os, pois esse é um minuto que você pode gastar em seu próprio aperfeiçoamento.      

F – Coragem não é o que as pessoas pensam que é. Um soldado que marcha em direção à morte certa o faz, em parte, por causa da coragem, mas em parte porque seus comandantes fizeram uma lavagem cerebral nele para ver sua própria descartabilidade como normal. O mesmo soldado não pode abordar mulheres na mercearia e iniciar uma conversa agradável que visa aumento de atração. O homem que pode abordar as mulheres durante o dia à vontade e sempre gerar atração nelas ocupa uma posição muito alta na hierarquia da coragem.     

G – Você não se formou completamente como homem até ter feito 100 abordagens diurnas. Realmente, isso significa que a maioria dos homens não se formou completamente. Após fazer isso, todas as abordagens subsequentes se tornarão fáceis e você terá efetivamente uma superpotência em comparação com a maioria dos homens (e acrescento que será capaz de superar até os bilionários de tecnologia nessa frente). Fazer 100 abordagens diurnas e manter um registro de cada resultado para identificar padrões fará uma mudança distinta e permanente em sua vida. Não desista, mesmo que você não obtenha nada dos primeiros 50, 70 ou 90. Fazer 100 significa fazer 100. Sua atratividade estará aumentando ao longo do caminho (desde que você mantenha um registro de planilha para identificar padrões e se adaptar a eles), portanto, os melhores resultados serão no final dos 100.        

H – Estude o estilo de interação de Russell Brand com as mulheres. Obviamente, não exagere em todos os locais como ele faz (você não é uma celebridade), mas pelo menos tente imitar o máximo possível desse estilo para usá-lo quando for apropriado.      

I – Ensine as mulheres com quem você está fazendo sexo a fazer com que os homens beta orbitadores dela cubram várias despesas. Existem muitos homens “blue pill“, especialmente cornoservadores, que praticamente imploram pelo privilégio de cobrir as despesas de mulheres que fazem sexo com outros homens. A contribuição deles torna esse sistema possível, daí eu digo, deixe-os pagar as contas e a mulher agradeça verbalmente isso (para que eles paguem na próxima vez). Eles querem pagar, mesmo para mulheres que fazem sexo com homens que não sejam eles, pois se convenceram de que isso é “cavalheiresco”. Então dê-lhes o que querem, é o que eu digo. Todo mundo ganha!

Democracia

A – Democracia é meramente a ditadura de quem controla a mídia. A mídia também pode convencer uma porcentagem significativa de pessoas para preencher toda a vida com política e, em seguida, dizer a elas o que é política. Na medida em que essas pessoas são totalmente programáveis ​​sob demanda. Não negue isso.  

B – Dissociar o voto dos pagadores de imposto é insustentável para qualquer sociedade. Somente pagadores de imposto do passado e do presente mencionado anteriormente, ​​até um certo limite, deveriam ter direito a voto. A premissa de que o fraco será privado de direito é grandemente exagerada em relação à tendência inexorável dos não-pagadores de imposto votarem por mais dinheiro. Este erro será corrigido a tempo.

C – Uma sociedade onde comediantes não têm permissão de fazer piada com obesidade, homossexualidade, mulheres mandonas e homens efeminados é uma sociedade que brevemente ficará abatida em todos os níveis.  

D – Mulheres que se casam tendo tido pouco ou nenhum parceiro sexual prévio irão meramente copiar, de maneira literal, as opiniões políticas de seus maridos. Em 90% do tempo, isso cria uma melhoria mais fluida em relação às opiniões políticas da mulher solteira na questão de pontos de vista compatíveis com a sustentabilidade da sociedade. Essa era uma das razões pelas quais o casamento foi inventado. É também a razão pela qual o casamento está sendo deliberadamente destruído pelos governos ocidentais.     

E – Muitos “conservadores” estadunidenses estão irremediavelmente convencidos de que o capitalismo e a democracia são inseparáveis, pois para eles a Guerra Fria coincidiu com os melhores anos de suas vidas. Na realidade, os dois não têm correlação e, com o tempo, possivelmente torna-se uma correlação inversa. A premissa de que a “democracia” deveria ser instalada pela força no mundo islâmico, que também é algo bastante difundido pelos “conservadores” dos EUA que nem sequer compreendem o seu próprio país e os efeitos da democracia em estágio avançado, foi uma combinação épica de arrogância e ignorância.

F – Qualquer forma de “Democracia” é funcional. O que é claro é que os autores da constituição nunca haviam pretendido que as campanhas presidenciais durassem quase dois anos.

G – Nos Estados Unidos, o seu prefeito, departamento de polícia e a câmara municipal local têm um impacto mais direto sobre sua vida do que o presidente dos Estados Unidos. Mas a mídia precisa preencher milhares de horas de conteúdo, assim eles têm forçado as pessoas a pensarem em política presidencial em um grau extremo. Não é isso o que os autores da constituição pretendiam no final do século XVIII.

O Sistema Bipartidário

A – O momento após a festa é o momento em que você precisa fazer parte. Ambos os partidos atenderão àqueles que comprarem a sua afeição. A rivalidade feroz é apenas um teatro para agitar o povão e mantê-los divididos. Qualquer cidadão (isto é, qualquer um que não receba salário do sistema político) que fica completamente emocionado com a vitória de um partido sobre o outro na política dos EUA é um tolo. A maioria das crianças, por volta dos 12 anos, percebe que a luta livre é combinada mas muitos “adultos” ainda não conseguem perceber exatamente a mesma coisa sobre o sistema bipartidário.       

B – Muito foi dito dos Estados Unidos a respeito de como o sistema bipartidário é melhor do que um sistema multipartidário. Por exemplo, em como um pequeno “grande influenciador” pode obter muito poder neste último arranjo. No entanto, na era das mídias sociais, é evidente que o sistema bipartidário é facilmente reduzido ao menor denominador comum pela nova mídia.

C – Em qualquer setor, se existisse um duopólio de apenas dois participantes do mercado, seria de esperar que ambos apresentassem qualidade sempre em declínio, pois cada um tenta ser um pouco melhor que o outro enquanto ambos declinam. Se o processo político atual apóia todo um conjunto de indústrias com fins lucrativos que não estavam previstas no início, por que alguém esperaria que um duopólio político fosse diferente? 

D – Como afirma G. K. Chesterton, é da natureza da esquerda criar novos problemas, enquanto é da natureza do conservador evitar que esses problemas sejam resolvidos.  

E – Um conservador “duro com o crime” é o melhor amigo do estado policial de esquerda.

F – Cornoservadores que apoiam abertamente a ideia de que a Califórnia deveria deixar os Estados Unidos (como se o avanço da esquerda que aconteceu lá também não estivesse acontecendo em Nevada, Arizona e Colorado) não são melhores do que os democratas que querem abolir o Colégio Eleitoral. Cada um está tentando mudar o sistema, pois não consegue ganhar nas idéias.

G – Há nove anos atrás, eu previ corretamente que os republicanos não reduziriam o tamanho do governo. Ok, essa foi uma previsão bastante fácil, mas a pesquisa nesse artigo indicou que ainda havia alguns esperançosos. Mas, neste momento, eles nem sequer fingem tentar mais. O objetivo mais alto de um cornoservador é parecer “cavalheiro” para as mulheres, que ele considera usar o estado para transferir recursos de homens para mulheres sem nenhuma contribuição recíproca delas. Sob essa visão de mundo, os gastos do governo só podem aumentar. Lembre-se, um esquerdista pode conseguir um cornoservador para apoiar qualquer expansão do governo (mesmo algo imenso como o Green New Deal), embalando-o como algo “cavalheiresco”. Sob esse enquadramento, um cornoservador sempre vai à esquerda do esquerdista.

Conservadorismo dos EUA

A – “Conservadorismo” é uma percepção bizarra nos Estados Unidos, cujo equivalente não existe na maioria dos outros países e em qualquer lugar perto nessa mesma escala. Não é uma ideologia mas, sim, a ausência de ideologia que é o contrário do que um conservador pode reivindicar. A maioria dos conservadores não representa nenhum padrão absoluto de livre mercado, governo pequeno, responsabilidade pessoal ou “valores tradicionais”. O conservador apenas deseja preservar aspectos seletivos do passado recente, mas nunca o passado mais distante. Portanto, a visão do conservador de uma sociedade ideal sempre se desvia para a esquerda e o conservador se vê advogando pelo que os esquerdistas defendiam há pouco tempo enquanto fingia estar fazendo o oposto.         

B – Ainda mais estranhamente, muitos conservadores convictos não têm consciência de seu próprio desvio perpétuo para a esquerda. Além disso, como a taxa de mudança está sempre aumentando, o período de tempo que eles desejam preservar fica cada vez menos distante do presente. Nesse ponto, muitos conservadores simplesmente procuram desacelerar (mas nunca detêm, muito menos revertem) qualquer avanço esquerdista. Deste modo, são meros indivíduos de esquerda sem perceber. Eles poderiam conservar a definição de “homem”, “mulher” e “casamento”, muito embora não pareçam perturbados por esse toque de retirada. Os conservadores cada vez mais têm perdido a vergonha ao se rastejarem para as “feministas”, contudo acreditam que se opõem ao “feminismo”.

C – Portanto, a maioria dos protestos conservadores diante dos avanços esquerdistas é altamente ritualística, orquestrada e sempre termina em uma rendição previsível que, na verdade, depois o conservador trabalhará para preservar os próprios ganhos esquerdistas onde anteriormente ele mostrava resistência simbólica. Por essa razão o conservadorismo, como um grupo político que abertamente busca estar do lado perdedornão é atraente para pessoas que não gostam de perder. Isso, entre outras coisas, explica o ódio extremo que alguns conservadores do “NeverTrump” têm pelo presidente Trump, mesmo que estes sejam ostensivamente “seguidores” do Partido Republicano. Só o slogan dele de “So much winning” (muitas vitórias) vai contra a própria missão declarativa do conservadorismo. Isso também explica o grande “mistério” sobre o motivo pelo qual asiáticos e hispânicos não votam nos republicanos (pelo menos, nos republicanos que se renderam). Por que ficar do lado de um grupo que gosta de perder e que é capaz de garantir que eles sejam amplamente odiados por todos os lados?         

D – Por esse motivo, o termo pejorativo “cornoservador” é surpreendentemente preciso ao descrever o subconjunto de conservadores que mais se entrega à paixão e é chicoteado. A estratégia deles de se considerarem virtuosos, levando a filosofia de “dar a outra face” em nível extremamente ridículo, fracassou de maneira espetacular, pois ninguém deixa-se enganar por sua tentativa de remodelar uma covardia extrema e busca carente por validação como um tipo de virtude. De fato, vou ir mais adiante e acrescentar a palavra “frango” para criar o novo termo “frangoservador”, pois o elemento da covardice ainda não foi sinalizado o suficiente e eles merecem algo mais ridículo no meio dessa história. [N. do T. no original foi usado o termo cluckservatice. Cluck, do inglês, “cacarejar” como idéia da covardia de um “franguinho”.]

E – Como mencionado anteriormente, muitos frangoservadores realmente desejam que a Califórnia deixe os Estados Unidos (um “CalExit”). Embora nenhum homem com um pingo de respeito próprio ou coragem desejaria que um pedaço de seu próprio país vá embora, o que é particularmente vergonhoso é que a Califórnia era, de fato, um estado “republicano” até 1988 e se desviou para a esquerda devido ao perpétuo toque de retirada frangoservador. A premissa de que a remoção da Califórnia dos EUA de alguma forma restauraria algum paraíso passado nos outros 49 estados deliberadamente ignora o fato de que a mesma retirada frangoservadora já está em andamento em Nevada, Arizona, Colorado, Flórida, Texas e muito mais. Todos deveriam sair? Portanto, frangoservadores são como o primeiro ministro britânico Neville Chamberlains do nosso tempo.

F – Frangoservadores são a bigorna que anseia pelo martelo “feminista”. As leis mais brutalmente anti-masculinas e inconstitucionais foram inventadas não por feministas, mas por frangoservadores em sua louca busca de parecer “cavalheiro”. Sob a crença extraordinariamente equivocada de que as mulheres ficarão impressionadas com isso e, finalmente, atraídas pelos frangoservadores. Na realidade, as mulheres são repelidas por essa paródia cartunista de “cavalheirismo”. Eles perverteram tanto o Cristianismo quanto o casamento em seu ideal de adoração de mulheres, que eles erroneamente descrevem como “cavalheirismo”. Esses frangoservadores também possuem um ódio extraordinário por maridos e pais. Leia aquiaqui e aqui para mais informações. Novamente, esses mesmos frangoservadores afirmam que são contra o “feminismo”, embora ainda ajam intensamente mais pernicioso, sádico e medonho.

G – Portanto, nunca deixe um frangoservador afirmar que eles defendem “valores da família” ou que votar no Partido Republicano é, de alguma forma, evidência de ser contra o envolvimento do governo em promover o “feminismo”. Eles planejaram e construíram indiscriminadamente a substituição do casamento pelo modelo de pensão alimentícia para filhos, enquanto negam que essa mudança tenha ocorrido. Mesmo as “feministas” radicais não poderiam ter projetado um artefato do governo tão preciso e diabólico, pois essas “feministas” não interagem com famílias suficientes para saber como inventar de forma tão eficiente a legislação que remove o pai do lar, toma sua renda sob ameaça de prisãoexime a mulher de qualquer obrigação de provar que a pensão alimentícia foi gasta com os filhose ainda garante que o pai continue sendo visto como alguém mau É necessário um frangoservador para destruir a família.           

H – Frangoservadores são os principais perpetuadores da alegação de que os homens são fracos e preguiçosos se não colocarem objetivos centrados nas mulheres, ainda que seja algo não tradicional e não natural, à frente de seu próprio bem-estar. Não se surpreenda ao saber que esses frangoservadores “anti-aborto” são ainda mais misândricos e menos dispostos a responsabilizar as mulheres do que o Partido Democrata. Todo suposto princípio que um frangoservador afirma defender como combinar autoridade com responsabilidade, criar incentivos corretos e a necessidade de contratos a serem cumpridos é descartado quando surge a perspectiva de espancar homens. E ao invés disso, o frangoservador adota os mesmos argumentos de um esquerdista defendendo uma taxa de imposto de 80%.

I – Portanto, ao contrário do que afirmam, frangoservadores são socialistas rigorosos, desde que uma condição estrita seja cumprida. Essa condição significa que apenas homens são pagadores líquidos e somente mulheres são beneficiárias líquidas dentro da visão socialista deles. Uma vez cumprido esse requisito de gênero, frangoservadores não são distinguíveis dos socialistas e comunistas. Frangoservadores igualmente adoram as prisões de devedores e quase-escravidão, sob esse requisito de gênero, que se faz possível através do sistema grosseiramente denominado de “pensão alimentícia para filhos” que eles criaram como um Cavalo de Tróia para substituir o casamento. Isso é muito diferente do imposto sobre a betatude o qual eu apoiei antes. Frangoservadores querem tributar os melhores aspectos da masculinidade para financiar um sistema dedicado a garantir que mães solteiras sejam vistas como modelos de virtude em vez de rainhas do bem-estar. E depois se dizem espantados quando a generosidade masculina começa a se tornar escassa na sociedade. É assim que os frangoservadores acabam prejudicando as mulheres comuns também.

J – Frangoservadores são tão fanáticos com as próprias exigências afim de que os outros homens arquem com os custos das fantasias do “cavalheirismo” deles (para que os próprios frangoservadores não tenham que arcar com qualquer custo), que o Editor da revista National Review (o manual de instruções do frangoservadorismoespera que os homens morram de forma voluntária em um navio em naufrágio, mesmo se todas as mulheres já estiverem seguras e com homens podendo escapar com segurança. Geralmente frangoservadores superam até as “feministas” em seu desejo de normalizar a descartabilidade masculina (desde que não sejam com eles, claro). A pressa de ir para guerras como em “Operation Iraqi Freedom” (Operação Liberdade Iraquiana) também foi impulsionada, em parte, por este fervor de enviar homens jovens para morrer para que os frangoservadores pudessem alegar que eles eram “cavalheiros” para sacrificar seu filho, irmão, namorado, sobrinho, etc.          

K – É comum ver manifestações extremas do Efeito Dunning-Kruger entre os frangoservadores junto às exibições caricaturais de “cavalheirismo”. Por exemplo, tome como exemplo o jornalista da National Review, Jim Geraghty (pronuncia-se “Gay-ratty”, condizente o suficiente), que se casou com uma mãe solteira apesar de ser uma figura pública bem conhecida (isto é, ele se auto-corneou voluntariamente) e quase admite que é ameaçado de divórcio de maneira frequente. No entanto, ele faz um vídeo bizarro e nauseante que insiste que a sociedade considera os fracassados, como ele, serem o epítome da “masculinidade sensual”, assim descrito por ele. Outro, o sociólogo Bradford Wilcox, que insiste que forçar o envolvimento do governo nos relacionamentos é a chave para se tornar um “homem de verdade” e intimidou grandes celebridades masculinas para fechar um contrato com o governo com as mulheres com quem tenham filhos, enquanto omitia deliberadamente fatos extremamente importantes em meio a seu “conselho”. Esses frangoservadores se esforçam ao máximo para afirmar que são os homens mais exemplares e masculinos do mundo. A fisionomia é algo real e um mero olhar nas visões emasculadas, flácidas e não confiáveis ​​de Gay-rattyWilcucks pode tornar difícil suprimir seu riso diante da extraordinária ilusão do Efeito Dunning-Kruger à mostra. Um Monte Rushmore do frangoservadorismo poderia ser esculpido a partir da massinha infantil Play-doh.        

L – Frangoservadores choramingam sobre o viés favorável ao Partido Democrata na mídia ou sobre estarem sendo desplataformados por empresas de tecnologia de viés pró-Democratas, mesmo que, de qualquer maneira, tendam a convergir para a posição política do partido Democrata. Em seus 20 anos de choramingo, eles não criaram o próprio sistema de mídia alternativo de igual poder. Se for o caso de não terem a experiência coletiva, então são preguiçosos ou preferem fazer o papel de vítima O que é algo secundário. A realidade é que eles não querem que seja de outra maneira, conforme o item C acima. Julgue-os por suas ações (ou falta delas), não por suas palavras mentirosas.      

M – Guarde as minhas palavras. Em um futuro próximo um frangoservador exigirá em voz alta que homens assinem um contrato de casamento governamental com indivíduos transgêneros homem-para-mulher (isto é, aqueles que ainda têm cromossomos XY) que se identificam como “feminino”. O frangoservador, de forma caricatural, se regozijará com o quanto está agindo em defender o “casamento tradicional”, sem ver nada de estranho em pressionar os homens a entrar nesse acordo. “E daí que ela nasceu homem? Você só será homem de verdade se casar com ela!”, eles vão berrar. Para ficar claro, não estou criticando a pessoa transexual (que apenas está sendo usada como peça de manobra), mas o contrário, o frangoservador.     

N – Se você está se perguntando por que estou dando tanto espaço para demolir esse grupo já universalmente desprezado, é porque este grupo está à beira do colapso total e, sem a bigorna frangoservadora, o martelo “feminista” não será capaz de propagar quase tanta misandria. Frangoservadores são os fariseus de hoje, levando-nos por um caminho longo e sombrio para um lugar estranho, feio e ainda continuando a insistir com os outros. Felizmente, muitos homens pararam de segui-los e, portanto, é iminente um grande realinhamento que descarta os frangoservadores para a lata de lixo da história. Para que haja uma oportunidade de preencher o vácuo com algo melhor (algo que não seja um nacionalismo racial, outra ideologia de culto à deusa popularizada por homens ainda menos admiráveis e, portanto, sem responsabilizar mulheres, visto que essa ideia definha ainda mais a camada primitiva do cérebro humano).

O – Por fim, lembre-se de chamá-los de “frangoservadores” e aponte essa lista SEO otimizada como referência. Isso causará um “Efeito Streisand” que acelera o recebimento de bom-grado do desaparecimento da relevância política e dificulta a propagação da misandria. Se você questionar se a Bolha Misândrica de fato estourou de maneira parcial, como previsto exatamente 10 anos atrás, a implosão em curso da outrora poderosa falange do frangoservadorismo é uma métrica confiável. Se você estiver procurando uma maneira de contra-atacar a misandria, você fará muito mais progresso atacando frangoservadores do que atacando mulheres “feministas”, uma vez que as mulheres já têm uma opinião desfavorável dos frangoservadores. Lembre-se de treinar as mulheres com quem você está sexualmente envolvido para obter recursos dos frangoservadores para cobrir platonicamente algumas das despesas delas enquanto eles se sentem privilegiados em pagar, conforme descrito anteriormente no tópico 16 (H).

Islã

A – Minha religião, o Islã, é grandemente incompreendida no Ocidente tanto por esquerdistas quanto por franguinhos belicistas frangoservadores. Existem muitas variantes do Islã e muitas amálgamas dele com culturas pré-islâmicas em áreas que se tornaram islâmicas. Sim, extremistas são uma porcentagem pequena, mas significativa de muçulmanos e muçulmanos moderados não agem o suficiente para eliminá-los. Mas isso ocorre porque o muçulmano médio é politicamente pouco sofisticado e não consegue enxergar algo além de apoiar seu próprio lado do que um desejo de matar inocentes não-muçulmanos. Considere isso como uma questão de baixa sofisticação política e cívica, em vez de malícia calculada.      

B – Mesmo que 10% dos muçulmanos fossem terroristas, haveria dezenas de ataques terroristas por semana em todo o mundo (inclusive no Ocidente). Obviamente, isso não é o caso.   

C – Os países muçulmanos nem sequer têm altas taxas de homicídio. Nenhum país muçulmano, que não esteja em estado de guerra, possui uma taxa de homicídios comparável à encontrada na América Latina, Caribe ou África Subsaariana. O maior país muçulmano, a Indonésia, tem uma taxa de homicídios mais baixa do que a maioria dos países europeus.     

D – O Islã está ganhando o jogo do “o futuro pertence àqueles que se apresentam”. Como escrevi em A Bolha Misândrica, isso leva só duas gerações. Neste momento, uma dessas duas gerações já foi criada.     

E – Claro que o Islã está certo sobre as mulheres. Por que não estaria? O Cristianismo também está certo sobre as mulheres. Exceto o fato de que ocidentais não praticam mais a Cristandade, apenas fingem por esvaziar o Cristianismo para encher linguiça com “feminismo”. Estou surpreso que demorou até o ano 2019 para que esses folhetos fossem publicados, pois eu iniciei a campanha para fazer isso em 1 de janeiro de 2011, ou nove anos atrás . Postem mais folhetos!

F – Mais de dois terços dos ocidentais que se convertem ao Islã são mulheres, e a taxa de conversões está aumentando. A menção a isso faz com que a cabeça do típico frangoservador do Partido Republicano blue pill exploda. Contudo, isso não é surpresa para qualquer um que compreenda a psicologia feminina (ver o tópico 12 (B) acima). Os ensinamentos islâmicos têm princípios neles repetidos no que algumas pessoas chamam de “Jogo”, incutindo assim um nível de Jogo natural nos homens muçulmanos.

G – Ao contrário do mito que frangoservadores tentam perpetuar, os únicos países islâmicos que obrigam o uso da burca são monarquias absolutas, que estão abaixo de 10% das nações islâmicas. Um hijab não é uma burca e geralmente não é uma cobertura de rosto. Por outro lado, observe quantas mulheres voluntariamente optam por usá-lo mesmo onde não tenham que usar. O fato é que a burca é aplicada com mais fervor pelas mulheres mais velhas, não pelos homens, em mulheres jovens. Veja a tabela do Valor de Mercado Sexual mais acima.      

H – Apesar de tudo isso, eu não aconselho homens ocidentais a se converterem ao Islã se seu único objetivo é escapar da misandria e se casar com uma mulher muçulmana. Há muito mais na religião do que isso e não é uma religião para quem possa se arrepender de ter se convertido. Além disso, você não enganará outros muçulmanos sobre a sua verdadeira agenda. Acredite em mim, eu poderia ganhar uma quantia obscena de dinheiro publicando um canal no YouTube e guias de como ajudar os homens ocidentais a se converter ao Islã, aprender um pouco do Alcorão, aprender um pouco da língua do país em que desejam residir e se expatriar para o Kuwait, Catar, Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos, Malásia, Turquia etc. Onde teriam um emprego de expatriado bem remunerado. Mas os moradores simplesmente não o aceitarão completamente, o que só se tornará aparente anos depois. É por isso que seria errado da minha parte vender isso.

Pós-primeiro Mundo

A – Às vezes, as pessoas dizem que os EUA, Reino Unido e Canadá estão se tornando um “país do terceiro mundo”. Além de revelar quão desatualizada é a terminologia da época da Guerra Fria, isso revela o quão pouco eles compreendem sobre qualquer tipo de sociedade. Na realidade, países como EUA, Reino Unido, Canadá e Austrália estão gastando todos os seus recursos em uma luta mal concebida contra a própria natureza. Condições muito inaturais que nunca poderiam existir em uma sociedade menos próspera do que essas estão sendo normalizadas por meio de gastos extremamente enormes. O “feminismo” é a maior dessas abominações inaturais, mas muitas outras fazem parte da nova esquerda. Por esse motivo, é mais preciso descrever esses países como “Pós-primeiro Mundo”. Como um acrônimo, podemos chamá-lo de #P1W.        

B – Portanto, um país do Pós-primeiro Mundo possui alguns aspectos que correspondem a um país mais pobre, como estradas em ruínas e redes elétricas não confiáveis. E outros que estão presentes de forma única (e somente possíveis) em um local onde as dificuldades reais estão muito longe no passado para relembrar a maioria das pessoas, tornando-as completamente indiferentes de qualquer conceito do que mantém uma sociedade em funcionamento. Deste modo, os recursos dos pagadores de imposto são gastos em uma busca inalcançável de combater a própria natureza, onde más-alocações de recursos absurdos para sustentar ideologias bizarras são onipresentes. Uma vez que muitos não-pagadores de imposto têm direito a voto, os pagadores de imposto são tratados como gansos de ouro para serem extraídos sem remorso.      

C – Para se ter uma idéia, as prioridades dos países Pós-primeiro Mundo são o motivo pelo qual, em vez de ter cidades na Lua e uma cura para o câncer, o Ocidente gastou esses trilhões de dólares para subsidiar mãe solteira e destruir a paternidade. Da mesma forma, em um país pobre, pessoas pobres são magras e atrofiadas, enquanto que em um país do Pós-primeiro Mundo são frequentemente obesas e aqueles que tentam “ajudar os pobres” insistem que a obesidade seja normalizada. A história não julgará favoravelmente a era desses países.    

D – Em 2001, quando o Talibã, no Afeganistão, destruiu as estátuas pré-islâmicas de Buda naquele país, eu fiquei horrorizado que eles não pudessem ver o valor de preservar um tesouro histórico e apenas vi uma história que deveria ser apagada porque não se encaixava “valores contemporâneos” deles. Pelo menos países islâmicos mais esclarecidos não estavam fazendo o mesmo (o Egito não está derrubando a Esfinge e o Irã não está derrubando Persépolis). Mas você gostaria de saber quem é realmente parecido com o Talibã? Em 2019, vemos a cidade de São Francisco decidindo pintar um mural de George Washington (e de alguma forma cobrar dos pagadores de imposto 600 mil dólares estadunidense por isso). Clamores na esquerda dos EUA para derrubar o Monte Rushmore aumentam fortemente a cada ano. A esquerda britânica também tem uma obsessão em remover estátuas antigas de importância histórica.          

E – Quase todos os comerciais de televisão e rádio produzidos nos Estados Unidos hoje, se narrados por um homem, possui um homem com uma voz estridente fora do comum e andrógena que soa nauseante de se ouvir. Por outro lado, veja comerciais das décadas de 1970 e 1980 disponíveis no YouTube. Não há homem de voz andrógina como narrador em nenhum deles.    

F – Estudos demonstraram que homens fisicamente fracos tendem a ser socialistas (incluímos socialistas frangoservadores nesse grupo). Esses estudos não vão longe o suficiente, porque deixam de revelar que as mulheres são socialistas pela mesma razão. Por fim, a probabilidade de uma pessoa ser coletivista é inversamente proporcional a quão bem ela consegue sobreviver na selva por um período indeterminado. Um homem que consegue lidar bem com essa situação (seja devido à força física, desenvoltura etc.) tem menos probabilidade de ser socialista em nosso mundo moderno. Uma mulher atraente o suficiente para conseguir que um homem a acolha e compartilhe seus recursos com ela também tem menos chances de ser socialista, enquanto as mulheres que dificilmente atrairão esse benfeitor tendem a favorecer o socialismo. Enquanto pensarmos que somos dos tempos pré-históricos, a “Sobrevivência na Selva” continuará sendo o fator determinante ao sistema que uma pessoa favoreça. Também é por isso que pessoas que se opunham ao socialismo em sua juventude se tornam socialistas na velhice.

G – Conforme eu disse em 1 de janeiro de 2011, o regime que depende da supressão de informações sempre perde para o movimento que se fortalece com um fluxo livre de informações. A gama cada vez maior de opiniões que estão sendo suprimidas nos países do Pós-primeiro Mundo é um indicador de quanto tempo elas estão em direção à correção.    

H – Sempre achei engraçado sobre como as pessoas que mais têm a perder caso os Estados Unidos se convergisse para os níveis de média cultural e tolerância do resto do mundo são as que trabalham mais ativamente para enfraquecer os Estados Unidos. Talvez a “resposta de auto-extinção” seja uma característica de sua conexão evolutiva, conforme guiada pela natureza, porque a natureza deseja que todos os demais nunca parem de se adaptar às ameaças.   

I – Embora apenas alguns países façam parte do Pós-primeiro Mundo e tenha estado assim há pouco tempo (eu diria que 2006 foi quando os EUA cruzaram formalmente o limiar do Pós-primeiro Mundo), o resultado disso ainda está para ser visto. Será inundado por imigrantes mais hostis ou pelos esnobes protegidos que pensam que nunca enfrentarão as conseqüências de suas crenças destruidoras da sociedade que finalmente reverterão suas posições quando começam pessoalmente a enfrentar custos óbvios (que poderia ocorrer rapidamente uma vez que a forragem de canhão frangoservador, o qual os protege, for esvaziado)? Pode um país do Pós-primeiro Mundo corrigir o curso sem um declínio maciço? Essa é a maior questão da próxima década.     

J – E com isso, ofereço a você, meus mais de 1 milhão de leitores, adeus. Nada de artigos meus, pois há muitas oportunidades no mundo real a serem buscadas à medida que as sociedades dos países do Pós-primeiro Mundo corrigirem / colapsarem. E eu o recomendo a fazer o mesmo. Vejo vocês….. lá fora.

Traduzido por Cimério.

Texto original: Gems

2 comentários em “Jóias

  1. Excelente texto, e eu entendi o recado no ítem sobre o Islã.Se eu quiser ser muçulmano vou ter que a abraçar a religião como um todo e me dedicar à ela.Agora fico imaginando a cabeça de um esquerdista que “defende” o islã,pois até um muçulmano compreende que o esquerdismo é a mãe dos males na sociedade.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s